Defensoria, FUnATI e órgãos do AM lançam projeto para conscientizar servidores aposentados sobre o superendividamento

Evento ocorreu nesta quarta-feira (29), na sede da Amazonprev, com representantes das instituições parceiras

A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM), por meio do Núcleo de Defesa do Consumidor (Nudecon) e da Defensoria Pública Digital (DP Digital), em parceria com a Fundação Universidade Aberta da Terceira Idade (FUnATI), Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e o Governo do Amazonas, lançaram, nesta quarta-feira (29), o projeto “Longevivendo”, uma iniciativa para conscientizar e informar os servidores públicos que estão em processo de aposentadoria sobre como evitar o superendividamento.    

O evento foi realizado na sede da Fundação Fundo Previdenciário do Estado do Amazonas (Amazonprev), localizada na avenida Visconde de Porto Alegre, no Centro, e contou com a presença dos defensores públicos Christiano Pinheiro e Marcelo Pinheiro, da pró-reitora de Ensino da FUnATI, Kennya Brito, e do representante da Amazonprev,  Augusto Netto.  

Na oportunidade, o defensor público Christiano Pinheiro, coordenador do Nudecon, explicou sobre conceitos fundamentais para a educação econômica dos servidores, como taxas de juros, tipos de empréstimos e a diferença de endividamento e superendividamento. 

“A ideia é levarmos palestras como esta às instituições que fazem parte do projeto e, a partir disso, fazermos uma triagem dos servidores que se encontram em situação de endividamento e superendividamento para encaminhá-los ao Nudecon, onde faremos o acompanhamento extrajudicial e judicial do servidor, caso necessário. A nossa proposta é promover a educação em direitos para que essas pessoas tenham uma vida financeira mais saudável e possam se aposentar com mais tranquilidade”, explicou o defensor. 

As secretarias estaduais de Administração e Gestão (Sead), Saúde (SES), Educação (Seduc), Fazenda (Sefaz), Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) e Cultura e Economia Criativa (SEC) também participam da iniciativa.

Aplicativo

Além da palestra, durante o evento foi apresentado ainda o aplicativo “Longevivendo”, uma plataforma educacional criada pela FUnATI para fornecer cursos gratuitos para pessoas que estão próximas de se aposentar.  

“A pessoa idosa sente dificuldade com a tecnologia, então precisamos levar o conhecimento e letramento digital mínimo para que ela possa existir de forma digna na sociedade”, disse o defensor público Marcelo Pinheiro, coordenador da DP Digital.  

“É muito importante levarmos aos nossos órgãos a conscientização sobre o superendividamento, porque temos muitas demandas de servidores que já estão aposentados, mas ainda sofrem com esse problema, principalmente por muitas vezes não terem a facilidade de manusear aparelhos celulares e computadores”, afirmou Augusto Netto durante.  

Texto: Isabella Lima

Fotos: Fernando Crispim-DPE/AM

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo
Pular para o conteúdo