Pesquisa revela que 94% dos profissionais sentem orgulho de trabalhar na Defensoria Pública do Amazonas

Resultado foi observado em estudo de clima organizacional que ouviu defensores, servidores, estagiários e terceirizados da DPE-AM

A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) divulgou, nesta terça-feira (9), os resultados da primeira etapa da pesquisa de Clima Organizacional realizada este ano em todas as unidades da instituição na capital e no interior. O evento foi realizado no auditório da sede, na avenida André Araújo, no Aleixo, e mostrou que 94% do público interno sente orgulho em trabalhar na instituição. 

A pesquisa também revelou que 95% do público interno confirma que na DPE-AM há respeito à diversidade independente da orientação sexual, raça, cor, sexo e religião.  

O levantamento foi realizado a fim de obter informações qualificadas para melhorar e readequar processos internos. Ao todo, mais de 860 pessoas (entre defensores, servidores, estagiários e terceirizados) responderam ao questionário, aplicado de forma virtual e anônima. 

Entre os principais aspectos, a pesquisa analisou o perfil social (gênero, idade, escolaridade) dos colaboradores, o nível de satisfação, a confiança e o relacionamento no ambiente de trabalho.  

“Sabemos que, nessa missão de levar cada vez mais acesso à justiça às populações vulneráveis do Amazonas, também é essencial dar estrutura e qualidade de vida aos nossos profissionais”, afirmou o defensor público-geral, Ricardo Paiva. “O resultado da pesquisa aponta que estamos no caminho certo no processo de crescimento da Defensoria. E o resultado da pesquisa é só o primeiro passo. Ele vai nortear as nossas próximas estratégias para promoção do clima organizacional”.  

 
Resultados da pesquisa

Realizado pela Innovate Consultores Associados, o estudo mostrou que o índice de satisfação geral dos colaboradores (defensores, servidores, estagiários e terceirizados) ficou em 81%. Na capital, o índice é de 80%, enquanto no interior é de 83%. 

Com relação ao ambiente de trabalho, 92% da comunidade informou que o local é agradável; e 93% acreditam que podem contribuir com as mudanças a serem feitas no órgão. A pesquisa revela ainda que 92% do público interno acredita que faz parte da construção de uma Defensoria cada vez melhor e 94% dele está feliz em trabalhar na DPE-AM. 

“A Defensoria teve uma atitude louvável em realizar essas pesquisas e instituir o programa de Clima Organizacional. E a pesquisa de satisfação foi só a primeira etapa, onde todos os colaboradores tiveram a oportunidade de responder ao questionário anonimamente e externar as suas percepções e satisfações no ambiente de trabalho. Esse tipo de ação é importante porque, a partir do momento que as instituições entendem melhor como os seus colaboradores sem sentem e o que pensam, isso impacta diretamente na nossa razão de existir, ou seja nos serviços prestados à população”, explicou a consultora da Innovate, Michelle Souza. 

Curiosidade

Com relação a faixa etária, a pesquisa mostra que a maior parte do público interno é formado por jovens: 37% deles possuem entre 26 e 35 anos, e outros 29% possuem entre 20 e 25 anos. Apenas 8% têm mais de 50 anos. A maioria é formada por mulheres (59%).  

A pesquisa também apontou 10 aspectos que vão nortear as próximas ações para promoção do clima organizacional.  

“Com base nas sugestões dos membros, servidores e terceirizados serão elaborados planos de ação para cada ponto. Já criamos, por exemplo, iniciativas para o incentivo de hábitos saudáveis e prática de atividades físicas do público interno, um dos aspectos importantes apontados no estudo”, explicou a diretora de planejamento, Carol Ortiz. 

 “Também estamos organizando um canal para ouvir e valorizar as sugestões e reclamações dos nossos profissionais. Depois, a instituição também vai realizar mais uma rodada de pesquisa a fim de analisar as melhorias dos resultados”.   

Formada por defensores públicos, servidores de diversas as áreas de conhecimento, estagiários e terceirizados, a DPE-AM é responsável por ofertar assistência jurídica gratuita e integral à população que não possui condições de arcar com as despesas de um processo judicial. 

 
Atualmente, a Defensoria Pública do Estado do Amazonas está presente fisicamente em 54 dos 62 municípios do estado, por meio dos seus 12 polos, quatro unidades na Região Metropolitana de Manaus (RMM) e quatro unidades descentralizadas de interior (UDI’s). 

Texto: Kelly Melo 

Fotos: Evandro Seixas-DPE/AM 

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo
Pular para o conteúdo